Publicidade

Estado de Minas MONTEVIDÉU

Presidente uruguaio anuncia investimentos e avalia primeiro ano de mandato


02/03/2021 20:46

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, anunciou nesta terça-feira (2) investimentos milionários e novas medidas sociais para 2021, em um pronunciamento ao Parlamento no qual fez um balanço de seu primeiro ano de mandato.

"Não estamos aqui para falar de heranças (...) Não há mais tempo para desculpas", disse o presidente de centro-direita que assumiu após 15 anos de governos de esquerda.

Lacalle Pou relembrou o que considera as conquistas de seu governo, que 13 dias após assumir o cargo, em 1º de março de 2020, teve que mudar seus planos e declarar emergência sanitária devido à pandemia de covid-19.

Ele destacou que "prevalece o senso de apelo à liberdade responsável" ao nunca decretar o confinamento obrigatório e destacou várias das medidas tomadas para mitigar os efeitos sociais e econômicos do novo coronavírus.

Entre elas, o aumento dos gastos para cobrir o número crescente de pedidos de seguro-desemprego, além das isenções, subsídios, e investimento em refeitórios para pessoas de baixa renda.

Ele também celebrou a aprovação de uma lei abrangente com mais de 400 artigos cobrindo vários tópicos, de economia a segurança, e destacou o "declínio substancial na prática de crimes".

Nos últimos 15 minutos de seu discurso, Lacalle Pou falou sobre as perspectivas para o segundo ano de sua gestão.

"Embora a pandemia e a emergência sanitária persistam, vemos 2021 com verdadeiro otimismo", disse, antes de mencionar o início da campanha de vacinação contra a covid-19 que começou nesta segunda-feira.

Ele afirmou que o governo destinará mais de 540 milhões de dólares para mitigar os efeitos da pandemia em 2021.

Ele insistiu na importância de o Uruguai chegar a acordos comerciais fora do Mercosul.

Também garantiu que em cada encontro, "por mais informais que fossem", com os presidentes da Argentina, Brasil e Paraguai, sócios do bloco, "defendeu o interesse nacional em termos de flexibilização".

Ele listou novas medidas sociais, como a isenção de contribuições tributárias para pequenas e médias empresas, a duplicação do valor do salário-família e o aumento no investimento para cestas básicas destinadas a pessoas de baixa renda.

Ele também anunciou um investimento de 1,2 bilhão de dólares em obras públicas e disse que cinco aeroportos no interior do país serão submetidos à concessão.

No final, destacou que dua administração chegou a um acordo com a empresa belga Katoen Natie, que opera um terminal de contêineres no porto de Montevidéu.

A empresa havia ameaçado processar o Uruguai por 1,5 bilhão de dólares, por entender que foi prejudicada por violar um tratado de proteção de investimentos.

"A Katoen Natie não apenas se retira do julgamento, mas também decide investir 460 milhões de dólares", disse o presidente.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade