Publicidade

Estado de Minas SEM INFORMAÇÃO NA REDE

Facebook bloqueia acesso a notícias na Austrália

Rede social não concorda com nova lei para pagar produtores de conteúdo


18/02/2021 12:40

Site australiano alerta leitores de que eles não precisam do Facebook para ter acesso a notícias, basta baixar o app(foto: Reprodução/Internet)
Site australiano alerta leitores de que eles não precisam do Facebook para ter acesso a notícias, basta baixar o app (foto: Reprodução/Internet)

 

O Facebook bloqueou todas as contas de veículos de imprensa na Austrália nesta quinta-feira (18), em medida que afetou também a divulgação de informações relevantes sobre a pandemia de COVID-19 e ao combate aos incêndios, para "protestar" contra uma nova lei que obriga as redes sociais a pagarem os produtores de conteúdo jornalístico.

 

A rede social afirma que a nova lei de direitos autorais "interpreta mal" a relação que deve haver entre a plataforma e os produtores de conteúdo.

 

O bloqueio acabou afetando não apenas os veículos de imprensa, que estão com suas páginas sem nenhuma publicação, mas também alguns serviços governamentais e de ONGs, como bombeiros, unidades de defesa civil e de meteorologia, que publicavam alertas sobre temas de relevada importância para a saúde pública.

O site de notícias news.com.au informa nesta quinta-feira (18/2), em sua página inicial, que o leitor não precisa do Facebook para ter acesso a notícias, basta baixar o app do site (veja foto acima).

 

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, afirmou que a decisão do Facebook é "arrogante e decepcionante".

 

 "Estou discutindo com líderes de outros países sobre a questão. Não vão nos intimidar. Essas ações só confirmam as preocupações que um número cada vez maior de países tem sobre o comportamento das big techs, que julgam estar acima das leis", acrescentou Morrison.

 

Nesta quarta-feira (17), a plataforma de Mark Zuckerberg havia informado que limitaria as publicações e o compartilhamento de notícias, mas hoje, o que se viu, foi o bloqueio total as redes de imprensa.

 

Diferentemente do Google, que fechou um acordo com o governo australiano para o pagamento do conteúdo profissional, o Facebook optou por fazer pressão de outra maneira, bloqueando o acesso para forçar o governo a rever a nova lei. Esse tipo de regra também é debatida na União Europeia. (ANSA). 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade