Publicidade

Estado de Minas YAOUNDÉ

Camarões diz ter matado chefe de comando que realizou massacre em escola


10/02/2021 19:58

O Exército camaronês afirmou, nesta quarta-feira (10), ter matado cinco separatistas, incluindo o chefe do comando que assassinou sete crianças em uma escola na região sudoeste, de acordo com um comunicado enviado à AFP.

Um dos separatistas mortos é "o líder da horda de bárbaros" responsável pelo ataque a uma escola de Kumba, escreveu o porta-voz do Exército, o coronel Cyrille Serge Atonfack Guemo.

Em 24 de outubro, homens armados invadiram um complexo escolar em Kumba e atiraram nos alunos.

O ataque do Exército na noite de domingo em Balangui teve como alvo "terroristas armados reunidos para planejar ataques dentro e ao redor da cidade de Kumba", segundo o comunicado.

A ofensiva resultou em um "confronto violento" em que cinco separatistas morreram e outros cinco ficaram feridos. Armas e munições também foram apreendidas.

As escolas são alvos comuns dos rebeldes. Em novembro de 2019, o Unicef reportou que 855.000 crianças estavam fora da escola nas regiões de língua inglesa do país.

Os combates e ataques contra a população civil em Camarões causaram mais de 3.000 mortes e obrigaram cerca de 700.000 pessoas a abandonar suas casas desde 2017, segundo várias ONGs.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade