Publicidade

Estado de Minas LA PAZ

Médicos em greve na região mais castigada da Bolívia pela covid-19


09/02/2021 15:00

Os médicos e profissionais da saúde da região de Santa Cruz (leste), a mais castigada pela covid-19 na Bolívia, começaram nesta terça-feira (9) uma greve de 48 horas para exigir uma quarentena obrigatória para conter a pandemia.

Apenas os serviços de emergência e os hospitais que atendem pacientes com coronavírus continuam funcionando regularmente, mas as outras especialidades foram suspensas, informou o presidente do colégio médico da região, Luis Aguilera.

O presidente disse que o protesto é para exigir ao governo de Santa Cruz uma quarentena obrigatória na região. "Nossos governantes não dão ouvidos ao pedido para diminuir a curva epidemiológica da covid-19", afirmou.

Santa Cruz, a região mais próspera e populosa da Bolívia, é a que conta mais casos e mortes pelo vírus. No entanto, quase todas as suas atividades econômicas e comerciais estão normalizadas, assim como o transporte público.

A Bolívia, com 11,5 milhões de habitantes, enfrenta desde dezembro a segunda onda da covid-19 e acumula mais de 229.180 casos e mais de 10.850 mortos pela pandemia.

Os médicos de todo o país também estão em "alerta" diante do iminente impulso por parte do presidente Luis Arce de uma "lei de emergência sanitária", a qual consideram que afeta seus interesses.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade