Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Empresário equatoriano condenado nos EUA por propina à PetroEcuador


28/01/2021 20:01

O empresário equatoriano radicado em Miami Armengol Alfonso Cevallos foi condenado nesta quinta-feira (28) a 35 meses de prisão por esquema de lavagem de dinheiro e propina de 4,4 milhões de dólares a funcionários da estatal PetroEcuador.

Cevallos, de 58 anos, havia se confessado culpado em janeiro de 2020 nos Estados Unidos em um tribunal da Flórida, aceitando uma acusação de conspiração para violar a Lei de Práticas de Corrupção no Exterior (FCPA) e uma acusação de conspiração para cometer lavagem de dinheiro.

O empresário admitiu que, entre 2012 e 2015, participou de um esquema de pagamento de propina a funcionários da PetroEcuador por meio de contas bancárias e empresas com sede nos Estados Unidos.

Ele também admitiu ter conspirado com terceiros na lavagem de fundos por meio de empresas de fachada e na compra de propriedades em Miami, em benefício de alguns funcionários da PetroEquador.

A divisão do FBI dedicada à corrupção internacional em Miami está encarregada de investigar o caso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade