Publicidade

Estado de Minas MÉXICO

México receberá 24 milhões de vacinas russas Sputnik V contra covid-19


25/01/2021 14:09 - atualizado 25/01/2021 14:19

O México fechou um acordo com a Rússia, nesta segunda-feira (25), da compra de 24 milhões de vacinas russas Sputnik V contra a covid-19, após uma conversa telefônica entre os presidentes de ambas as nações, informou o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador.

"Conversamos com o presidente da Federação Russa, Vladimir Putin (...) e eu agradeci pela decisão de nos enviar 24 milhões de doses da vacina Sputnik V para os próximos dois meses", escreveu no Twitter López Obrador, que neste domingo deu resultado positivo para a covid-19.

Mais cedo, o chanceler Marcelo Ebrard disse que autoridades de saúde do México esperavam o apoio da Rússia para a rápida chegada da vacina ao país.

Em uma mensagem no Twitter, Ebrard disse que a ligação entre os dois presidentes "foi cordial e bem-sucedida" e que Hugo López Gatell - subsecretário de Saúde - "poderá avançar com o apoio do governo russo para garantir a chegada da vacina Sputnik V em breve".

Os fabricantes da vacina russa apresentaram em dezembro um pedido para realizar estudos clínicos de seu imunizante no México, que ainda aguarda a aprovação do regulador sanitário do país, o Cofepris.

O México foi o primeiro país latino-americano a aplicar uma vacina contra a covid-19 em 24 de dezembro.

A dupla americana-alemã foi a primeira a ter a autorização emergencial e é a única disponível até agora. A da AstraZeneca já foi avaliada e na quarta-feira passada chegou uma primeira remessa da vacina, produzida na Argentina e que será enviada ao México. Espera-se que esteja disponível para uso local e exportação para a América Latina a partir de março.

Na sexta-feira passada, o governo anunciou que autorizará o setor privado a importar e vender a vacina.

O México, de 128 milhões de habitantes, é o quarto país mais enlutado pela pandemia em números absolutos. O país somou 10.872 novos casos no domingo, chegando a um total de 1.763.219. Também foram registradas 530 mortes, para um total de 149.614.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade