Publicidade

Estado de Minas MAMUJU

Terremoto na Indonésia deixa ao menos 56 mortos

Abalo na ilha Celebes, na última sexta-feira, teve magnitude de 6,2. Socorristas continuam buscando possíveis sobreviventes sob os escombros


17/01/2021 09:34 - atualizado 17/01/2021 10:48

(foto: AFP / ADEK BERRY)
(foto: AFP / ADEK BERRY)
O último balanço do terremoto da ilha Celebes na Indonésia aumentou para 56 mortos, anunciaram as autoridades neste domingo (17), enquanto os socorristas continuam buscando possíveis sobreviventes sob os escombros.

O terremoto de magnitude 6,2, que atingiu a ilha na madrugada de sexta-feira, deixou milhares de pessoas sem casa e centenas de feridos. A população de Celebes tem a memória fresca sobre a catástrofe de 2018 que provocou outro terremoto e uma tsnunami, nos quais morreram 4.300 pessoas.

Há dois dias, dezenas de corpos sem vida foram retirados dos escombros de edifícios desmoronados em Mamuju, a capital provincial, assim como no sul, onde uma forte réplica foi sentida na manhã de sábado.

Aviões e barcos levam equipes de emergência e suprimentos, e a Marinha enviou um navio medicalizado para ajudar os hospitais lotados pelo fluxo de feridos.

Milhares de pessoas perderam suas casas, mas muitas outras não querem voltar para as suas com medo das réplicas ou de um tsunami como o de 2018.

"É melhor se refugiar caso algo pior aconteça", explica um morador de Mamuju, Abdul Wahab, refugiado em uma barraca com sua esposa e quatro filhos, entre eles um bebê. "Esperamos que o governo possa nos enviar rapidamente ajuda, suprimentos, medicamentos e leite para as crianças", pediu.

Preocupadas com um eventual aumento dos contágios de coronavírus nos acampamentos lotados, as autoridades anunciaram que vão formar grupos de pessoas em função dos riscos.

O epicentro do terremoto foi localizado a 36 km ao sul de Mamuju, a 18 km de profundidade.

Os deslizamentos de terra após o terremoto e as fortes chuvas bloquearam o acesso a uma das principais estradas da província.

O aeroporto também registrou danos, assim como um hotel e a sede do governador, enquanto uma parte da cidade continua sem eletricidade.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade