Publicidade

Estado de Minas ASUNCIÓN

Paraguai rejeita mediação da Cruz Vermelha em sequestro


15/01/2021 18:01

O Paraguai rejeitou a intermediação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha no sequestro do ex-vice-presidente Oscar Denis, detido pelo grupo marxista-leninista que se autodenomina Exército do Povo Paraguaio (EPP).

"O Paraguai não está passando por conflitos armados. A Cruz Vermelha não poderá intervir. Não existem condições legais para sua participação", disse o chanceler Federico González nesta sexta-feira (15).

Denis, de 74 anos, um empresário do setor pecuário que foi vice-presidente do Paraguai (2012-2013), foi sequestrado no dia 9 de setembro quando passava por sua fazenda no departamento de Concepción, cerca de 500 quilômetros ao norte da capital.

Folhetos lançados no local atribuem o sequestro à organização do EPP, que atua desde 2008 no departamento de Concepción, próximo à fronteira com o Brasil.

Os familiares de Denis criticaram o governo do presidente Mario Abdo Benítez por não dar atenção ao caso.

O Ministro do Interior, Euclides Acevedo, acrescentou que "o Estado paraguaio não negocia com grupos criminosos", ao mesmo tempo em que nega que as forças públicas tenham negligenciado o sequestro do ex-vice-presidente. Ele disse que os irregulares estão muito enfraquecidos devido às baixas infligidas nos últimos meses, cinco no total e um militante preso.

Das aparições furtivas no norte, de 2008 até agora, 67 mortes são atribuídas ao EPP: 38 civis, 18 policiais e 11 soldados, além de cerca de 15 sequestros.

A Força Tarefa Conjunta (JTF), criada para combatê-lo, acusa o EPP de forçar o recrutamento de crianças e indígenas.

A morte nas mãos de militares de duas meninas de 11 anos em 2 de setembro de 2020, durante o ataque a um campo do PPE, ganhou notoriedade internacional e organizações de direitos humanos pediram explicações ao Governo de Abdo Benítez.

Ambas, identificadas como filhas de líderes do grupo, eram de nacionalidade argentina.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade