Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Trump acusa Twitter de conspirar 'para me silenciar'


08/01/2021 23:22 - atualizado 09/01/2021 00:07

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou nesta sexta-feira (8) o Twitter de conspirar com seus inimigos políticos "para me silenciar", depois que a plataforma de mídia social suspendeu permanentemente sua conta.

"O Twitter foi cada vez mais longe ao proibir a liberdade de expressão e, esta noite, os funcionários do Twitter coordenaram com os democratas e a esquerda radical para remover minha conta de sua plataforma, para me silenciar - e VOCÊS, os 75 milhões de grandes patriotas que votaram em mim", criticou o presidente em uma série de tuítes da conta oficial do @POTUS.

A postagem foi excluída rapidamente.

Aparentemente esperando tal reação do Twitter, Trump também publicou seus comentários em uma declaração por meio da assessoria de imprensa da Casa Branca.

Trump sinalizou para seus seguidores, dos quais ele tinha 88,7 milhões até a conta @realDonaldTrump ser suspensa, que eles terão um novo local para se reunir virtualmente em breve.

"Temos negociado com vários outros sites e teremos um grande anúncio em breve, enquanto olhamos também para as possibilidades de construir nossa própria plataforma em um futuro próximo.

"Nós não seremos silenciados!", concluiu o presidente em fim de mandato.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade