Publicidade

Estado de Minas QUITO

Equador participará de ensaios clínicos de vacina chinesa contra covid-19


29/12/2020 14:36

Com cerca de 5 mil voluntários, o Equador fará parte dos testes clínicos da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela fabricante chinesa Anhui Zhifei Longcom, anunciou o ministro da Saúde, Juan Carlos Zevallos, nesta terça-feira (29).

A participação terá início em janeiro com o objetivo de verificar se esta vacina, que está na fase 3 dos testes, garante imunidade para "as 25 variantes do vírus que existem no país", afirmou o responsável em nota.

Zevallos lembrou que Quito também está negociando com a Anhui Zhifei Longcom um processo de transferência de tecnologia para a fabricação de suas vacinas, inclusive a que imuniza contra o novo coronavírus, em território equatoriano.

O Equador, com 17,5 milhões de habitantes, registra quase 210.000 casos e 14.000 óbitos por covid-19, entre confirmados e prováveis.

O país, que planeja imunizar 60% de sua população, já aprovou o uso da vacina da qual espera receber as primeiras 50 mil doses em janeiro.

Diante de um aumento na taxa de infectados devido às aglomerações nos feriados de Natal e Ano Novo, o governo decretou novamente um estado de exceção por um mês, que inclui toque de recolher e lei seca de seis horas ao dia.

Também ordenou que os funcionários do governo federal trabalhassem remotamente e demandou que as demais funções e entidades estaduais acatem a medida.

O Equador manteve as aulas suspensas e suas fronteiras terrestres fechadas desde março, depois de declarar o primeiro caso de covid-19 em 29 de fevereiro.

PFIZER

BioNTech


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade