Publicidade

Estado de Minas MONTREAL

Air Canada redireciona Boeing 737 MAX após problema com o motor


25/12/2020 19:39

Um Boeing 737-8 MAX, da Air Canada, que voava no trajeto entre o Arizona, nos Estados Unidos, e a cidade canadense de Montreal, com três tripulantes a bordo, teve um problema no motor que o forçou a pousar em Tucson, informou a companhia aérea nesta sexta-feira (25).

Logo após a decolagem em 22 de dezembro, os pilotos "receberam uma notificação do motor e, segundo o procedimento operacional padrão para este tipo de situação, decidiram desligar um motor", informou a Air Canada em um comunicado escrito em francês.

"A aeronave foi redirecionada para Tucson, onde pousou normalmente e permanece", acrescentou a Air Canada, sem especificar a natureza da avaria, que ocorreu durante um "voo de posicionamento" não comercial.

Segundo o site belga especializado Aviation24.be, o primeiro a informar o pouso de emergência, a avaria se deveu a uma queda na pressão hidráulica do motor esquerdo.

O governo canadense anunciou em meados de dezembro que havia aprovado as mudanças de design feitas pela Boeing nos aviões 737 MAX depois que dois acidentes que mataram 346 pessoas deixaram as aeronaves deste modelo em terra.

Mas o avião, comprado pelas companhias aéreas canadenses Air Canada, Westjet e Sunwing, não recebeu ainda autorização para fazer voos comerciais no espaço aéreo canadense.

Em meados de novembro, os Estados Unidos autorizaram o MAX a voar de novo, mas algumas modificações precisarão ser feitas na aeronave antes de poder voltar ao serviço, segundo a Administração Federal de Aviação.

Há duas semanas, a companhia aérea brasileira Gol se tornou a primeira no mundo a retomar os voos do 737 MAX.

BOEING

GOL LINHAS AERAS INTELIGENTES

AIR CANADA

WESTJET AIRLINES


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade