Publicidade

Estado de Minas LONDRES

Reino Unido deixa programa de intercâmbio acadêmico Erasmus e cria um próprio


24/12/2020 16:19

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou nesta quinta-feira (24), após o acordo comercial pós-Brexit concluído com a União Europeia, que o Reino Unido deixará o programa de intercâmbio universitário Erasmus, que será substituído por outro próprio.

Embora seja uma "decisão difícil", visto que o programa europeu Erasmus era "algo maravilhoso", seu custo era "excessivamente caro" para o Reino Unido, disse Johnson.

O programa britânico terá alcance mundial, o que permitirá, segundo o chefe de governo conservador, que os jovens estudantes vão estudar nas "melhores universidades" em todo o planeta.

O novo programa será denominado Alan Turing, em homenagem ao célebre matemático britânico.

O Reino Unido participava do programa europeu Erasmus desde 1987. Atualmente, cerca de 150.000 universitários europeus estudam em algum centro de ensino superior britânico. A partir de agora, entrar em uma dessas universidades será mais caro e complicado.

O negociador europeu, Michel Barnier, lamentou a saída de Londres deste programa e pediu que fosse encontrada uma solução "rapidamente".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade