Publicidade

Estado de Minas BOGOTÁ

Covid-19 foi principal causa de morte na Colômbia em 10 meses de 2020


23/12/2020 18:17

O novo coronavírus se tornou a principal causa de morte na Colômbia entre janeiro e outubro de 2020, de acordo com dados oficiais divulgados nesta quarta-feira (23).

"No atual ano, até 31 de outubro, o padrão de causalidade de morte no país mudou e a covid-19 se tornou a primeira causa", informou em coletiva de imprensa Juan Daniel Oviedo, diretor do Departamento Administrativo Nacional de Estatística (Dane). A pandemia ultrapassa todas as causas naturais e as chamadas "externas", que correspondem a homicídios, acidentes ou suicídios, tanto de homens quanto de mulheres, acrescentou.

Segundo o chefe da entidade, nesse período ocorreram 238.209 óbitos, dos quais 214.863 foram de causas naturais e 46.354 estiveram associados ao vírus. O balanço refletiu um aumento de 29,1% nas mortes naturais, "das quais quase todas estão associadas à mortalidade por covid-19", apontou Oviedo. No entanto, pode haver uma subnotificação, visto que os sistemas de vigilância epidemiológica só permitem reconhecer "15-25% dos casos" de covid-19, devido ao alto percentual de assintomáticos, segundo o Ministério da Saúde.

A doença vitimou mais os homens na Colômbia, onde o novo coronavírus foi responsável por quase 22% de todas as mortes masculinas, enquanto entre as mulheres esse número foi de 17%. No caso dos homens, as causas que se seguiram foram as doenças isquêmicas do coração (14,3%) e os homicídios (6,7%), enquanto entre as mulheres as doenças cardíacas provocaram 15% dos óbitos, seguidas pelas doenças cerebrovasculares (6,2%).

O chefe do Dane explicou que no terceiro trimestre de 2020 houve uma redução de 10% nas mortes por causas externas entre mulheres, devido à queda de 36,4% nas mortes por acidentes de transporte terrestre em meio ao confinamento.

A Colômbia detectou o primeiro caso de covid-19 em março e, desde então, 1,5 milhão de infecções e quase 41 mil mortes já foram registradas no país, de 50 milhões de habitantes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade