Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Coronavírus: mortes em 24h voltam a superar 3 mil nos EUA; Alemanha tem recorde


23/12/2020 11:22

O número de mortes por covid-19 nos EUA voltou a superar a marca de 3 mil na terça-feira (22), chegando a 3.239, a terceiro maior contagem em 24 horas, segundo dados do The New York Times. Na segunda-feira (21), os óbitos no país totalizaram 1.962. Por outro lado, os novos casos da doença diminuíram um pouco de um dia para o outro, de 201.723 para 201.674, diz o jornal. Já as internações nos EUA deram um salto de 2.426 ontem, para o nível recorde de 117.777, de acordo com o acompanhamento do Covid Tracking Project.

Desde o começo da pandemia, os EUA acumulam 18.237.190 casos do novo coronavírus e 322.849 mortes, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins. No mundo, os casos somam 78.105.462 e as mortes, 1.719.278.

Alemanha

Maior economia europeia, a Alemanha, registrou 962 óbitos por covid-19 ontem, novo recorde para um único dia, informou o Robert Koch Institut (RKI, pela sigla em alemão). Novos casos confirmados da doença alcançaram 24.740 na terça-feira. Na semana passada, o governo alemão endureceu medidas de isolamento, numa tentativa de conter a disseminação da covid-19 no país.

Ásia

Japão e Coreia do Sul decidiram endurecer restrições a voo provenientes do Reino Unido para evitar a propagação da nova variante até 70% mais infecciosa do coronavírus que se espalha rapidamente pela Inglaterra. Segundo a agência EFE, o Japão proibirá a entrada de viajantes do Reino Unido a partir desta quinta-feira (24), mas permitirá o retorno de japoneses ou estrangeiros residentes que tenham feito viagens de menos de uma semana ao território britânico. A Coreia do Sul, por sua vez, vai suspender todos os voos com o Reino Unido entre hoje e 31 de dezembro.

Em Hong Kong, dois estudantes que retornaram do Reino Unido foram aparentemente contaminados pela nova cepa mais infecciosa, de acordo com a Reuters, que cita o Departamento de Saúde do território asiático. Já a Bloomberg informa que residentes de Hong Kong poderão escolher entre as três diferentes vacinas contra covid-19 que serão aplicadas localmente. Hong Kong tem acordos para comprar doses da Pfizer/BioNTech, da Sinovac e da AstraZeneca. (Com agências internacionais).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade