Publicidade

Estado de Minas DUBLIN

Irlanda adotará confinamento mais flexível após Natal


22/12/2020 11:26

A Irlanda vai reintroduzir um novo confinamento contra o coronavírus, depois do Natal e até 12 de janeiro, embora mais flexível que os dois anteriores - anunciou o primeiro-ministro Micheál Martin, nesta terça-feira (22).

Devido a um "extraordinário crescimento" do número de casos, o governo irlandês vai voltar a pedir à população que fique em casa, embora sejam permitidas visitas entre diferentes núcleos familiares até o dia 26, por ocasião das festas natalinas.

Ao longo desse terceiro confinamento, as escolas permanecerão abertas, assim como alguns estabelecimentos comerciais não essenciais. O tradicional período de descontos no comércio está suspenso.

"Infelizmente, na semana passada, experimentamos um crescimento extraordinário na propagação do vírus", similar ao observado no vizinho Reino Unido e em outros países europeus, disse Micheál em um discurso transmitido pela televisão.

"Embora ainda não tenhamos provas formais de que a nova variante, mais virulenta, já esteja em nosso país, o mais seguro e responsável é agir, partindo da base de que já está", declarou, lembrando que os números mostram um aumento diário de casos, em torno de 10%.

Com uma população de quase cinco milhões, a Irlanda registrou 2.158 mortes e 80.267 casos desde o início da pandemia (+727 nas últimas 24 horas), segundo dados divulgados na segunda-feira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade