Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

EUA aprova imunidade ao Sudão


22/12/2020 08:08

O Congresso dos Estados Unidos aprovou na segunda-feira uma norma que concede imunidade legal ao Sudão sobre ataques passados, etapa final de um acordo histórico que elimina Cartum da lista de Estados que patrocinam o terrorismo.

O texto restaura a imunidade soberana do Sudão, com exceção dos litígios já pendentes nos tribunais federais dos Estados Unidos relacionados com os ataques de 11 de setembro de 2001.

O governo dos Estados Unidos retirou o Sudão da lista de patrocinadores do terrorismo há uma semana, menos de dois meses depois que a nação árabe se comprometeu a normalizar os laços com Israel.

A mudança abre caminho para ajuda financeira, aliviar a dívida e investimentos para um país que está passando por uma difícil transição política e enfrenta uma grave crise econômica exacerbada pela pandemia covid-19.

O Sudão receberá 700 milhões de dólares em fundos de ajuda e outros US$ 120 milhões para pagar sua dívida com o Fundo Monetário Internacional.

Como parte do acordo, o Sudão concordou em pagar 335 milhões de dólares para compensar os sobreviventes e as famílias das vítimas dos atentados da Al-Qaeda de 1998 contra as embaixadas dos Estados Unidos no Quênia e Tanzânia, assim como pelo ataque letal do grupo contra o navio USS Cole na costa do Iêmen em 2000.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade