Publicidade

Estado de Minas

Mais de 100 membros da gangue MS-13 são presos em El Salvador, incluindo prefeito


15/12/2020 07:55

As autoridades de El Salvador prenderam dezenas de membros da perigosa gangue Mara Salvatrucha (MS-13), no leste do país, nesta terça-feira (15), assim como pessoas que colaboraram com esse grupo, incluindo o prefeito de uma cidade da região, ligado a dois assassinatos.

"É uma mensagem forte que estamos dando ao crime organizado. Estamos capturando cerca de 110 pessoas", disse o ministro da Justiça e Segurança, Rogelio Rivas, conforme divulgado pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República em sua conta no Twitter.

De acordo com a Procuradoria Geral da República (FGR), os 110 detidos, a maioria membros da gangue, fazem parte de um total de 322 pessoas contra as quais o Ministério Público emitiu um mandado de prisão nos departamentos de Usulután, San Miguel, La Unión e Morazán, no leste do país.

Segundo as autoridades, os capturados são suspeitos de crimes como homicídio e extorsão.

Entre os detidos nesta terça-feira, está Roel Werner Martínez, prefeito da cidade de El Tránsito, 130 km ao leste de San Salvador, apontado pela FGR como "mandante" do assassinato de dois membros da Câmara Municipal dessa cidade.

Entre agosto de 2018 e abril de 2019, dois vereadores da prefeitura de El Tránsito foram executados por membros da MS-13. Os dois crimes teriam sido planejados pelo prefeito Martínez, segundo nota da Procuradoria.

No Twitter, o procurador-geral da República, Raúl Melara, relatou que, junto com o prefeito, outros dois funcionários da prefeitura de El Tránsito também foram detidos "por estarem vinculados" aos dois homicídios.

Melara também acrescentou que, entre os detidos no leste do país, estão dois funcionários de um tribunal do departamento de Usulután, acusados de "colaborarem com a quadrilha" MS-13.

De acordo com o ministro Rivas, entre os detidos há vários líderes da violenta gangue Mara Salvatrucha.

"Com esta operação, desferimos um duro golpe nas estruturas criminosas que operam na zona leste" do país, afirmou o procurador-geral.

Com 6,6 milhões de habitantes, El Salvador era em 2019 um dos países sem guerra mais violentos do mundo, com 35,6 homicídios a cada 100.000 habitantes. A maioria dessas mortes foi resultado de atividades de gangues.

Em El Salvador, as gangues têm cerca de 70.000 membros, mais de 17.000 deles encarcerados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade