Publicidade

Estado de Minas

Divórcio entre Ligue 1 e Mediapro abre era de incerteza no futebol francês


11/12/2020 13:25

O contrato monumental com a Mediapro foi recebido em 2018 com rufar de tambores. Agora, a decisão anunciada nesta sexta-feira (11) pela Ligue 1 para pôr fim à sua relação com a empresa sino-espanhola, seu principal difusor, abre uma era de incerteza econômica no futebol francês.

O fracasso do grupo sino-espanhol era evidente, após descumprir seus pagamentos em outubro e depois em dezembro, invocando a crise trazida pela pandemia da covid-19. A quantia não paga chega a 325 milhões de euros (394 milhões de dólares).

A saída da Mediapro, que começou a comercializar nesta temporada os direitos deste campeonato, deve ser validada pelo Tribunal de Comércio de Nanterre, afirmou a mesma fonte. Com isso, a LFP deverá recuperar seus direitos de difusão até 21 de dezembro.

Procurada pela AFP, a Mediapro não quis fazer comentários, mas a rede Telefoot, criada pelo grupo empresarial para transmitir as partidas desta temporada, disse que continuará sua exibição "pelo menos até 23 de dezembro", à espera de um futuro difusor.

Pedindo para não ser identificado, um jornalista da Telefoot contou que os funcionários foram reunidos por videoconferência nesta sexta.

"(Julien) Bergeaud - diretor-geral - nos disse, muito emocionado e quase a ponto de chorar, que acabou", relatou a fonte da AFP.

"O golpe é monumental", completou, acrescentando que foi pedido aos funcionários que mantém sua atividade ao longo dos próximos dias.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade