Publicidade

Estado de Minas

Opas alerta sobre alta de 30% em casos de covid em um mês nas Américas


02/12/2020 21:25

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) reportou nesta quarta-feira (2) um aumento de 30% nos casos de covid-19 no continente americano em um mês, e pediu um melhor atendimento aos afro-descendentes, afetados "desproporcionalmente" pela pandemia.

A região, que inclui as Américas do Norte, do Sul e Central, além do Caribe, registrou 26,9 milhões de infecções pelo novo coronavírus acumuladas em novembro desde o início da pandemia. Em outubro, eram 20,5 milhões.

"Somente no mês de novembro tivemos mais de seis milhões de novos casos notificados nas Américas, um aumento de 30% em relação aos números do final de outubro", disse a diretora da Opas, Carissa Etienne, em coletiva de imprensa.

A América do Norte está estabelecendo recordes diários de casos registrados, enfatizou Etienne.

Nos Estados Unidos, onde os casos aumentaram para mais de 150.000 por dia no último mês, mais de 96.000 pessoas estão hospitalizadas com o vírus, "o número mais alto desde o início da pandemia", segundo a diretora da Opas.

No Canadá, há "surtos cada vez mais importantes" em casas de repouso e hospitais", e os casos estão se espalhando entre as comunidades indígenas e as áreas mais remotas do país, como Yukon e Nunavut", acrescentou.

Etienne destacou o recente aumento de casos na América Central, como no Panamá, com o maior aumento na região indígena Guna-Yala. No Caribe, Cuba relatou surtos nas províncias do leste e centro da ilha.

Na América do Sul, o Brasil teve um aumento nas infecções em vários estados nas últimas duas semanas, ao contrário da Argentina, onde a tendência de queda iniciada em novembro continua.

"Essa persistência de casos de covid-19 é a razão pela qual devemos agir rapidamente, especialmente em locais onde o número de infecções não foi controlado", afirmou Etienne, que pediu uma "ação governamental vigorosa" para identificar e colocar em quarentena os doentes.

As autoridades da Opas enfatizaram várias vezes durante a entrevista coletiva que, embora as notícias sobre uma vacina contra a covid-19 sejam animadoras, ela não estará imediatamente disponível para a população em geral.

Também instaram a continuar cumprindo as medidas recomendadas para evitar o contágio: usar máscaras, praticar o distanciamento social e evitar encontros com pessoas com quem não se conviva.

"Temos as ferramentas à nossa disposição, vamos usá-las", insistiu Etienne.

O novo coronavírus foi declarado uma pandemia global pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 11 de março, depois que o escritório da organização na China relatou o surgimento da doença em dezembro de 2019.

- Impacto nas populações negras -

A diretora do escritório regional da OMS também alertou para o forte impacto da pandemia na população afrodescendente.

A população negra representa um quinto do total das Américas, onde é o grupo racial dominante no Caribe e representa mais de 50% da população do Brasil e 13% da dos Estados Unidos. No Equador e no Panamá, uma em cada dez pessoas é afrodescendente.

Muitos negros estão entre os trabalhadores essenciais mais expostos à covid-19, impedidos de trabalhar remotamente de casa e de respeitar o distanciamento social, correndo assim um maior risco de infecção e morte, disse Etienne, relatando "evidências reveladoras" desta situação.

De acordo com a diretora da Opas, nos Estados Unidos "uma pessoa negra tem 2,6 vezes mais chances de contrair o vírus e duas vezes mais chances de morrer de covid-19 do que seus pares brancos", enquanto "taxas de mortalidade entre negros e mestiços brasileiros são 1,5 vez maiores do que entre os cidadãos brancos".

A Opas anunciou que priorizará esta questão, buscando maior participação dos afro-descendentes nos programas de saúde e melhor acesso aos serviços.

"No contexto de apelos urgentes por igualdade racial nos Estados Unidos, Brasil e outros países de nossa região, instamos as autoridades de saúde a enfrentar este desafio urgente", pediu Etienne.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade