Publicidade

Estado de Minas

China destrona os Estados Unidos como o primeiro sócio comercial da Europa


02/12/2020 15:13

Durante o terceiro trimestre do ano, a China tornou-se o primeiro parceiro comercial da União Europeia, à frente dos Estados Unidos, devido à pandemia da covid-19 e à rápida recuperação da atividade chinesa.

Durante os primeiros nove meses de 2020, as trocas entre a UE e a China chegaram a 425,5 bilhões de euros e 412,5 bilhões entre os Estados Unidos e a UE, de acordo com os últimos dados publicados pelo Eurostat.

No mesmo período de 2019, estes valores chegaram a 413,4 bilhões e 461 bilhões de euros, respetivamente.

"Estes resultados são explicados por um aumento das importações (+4,5%) enquanto as exportações (para a China) permanecem as mesmas", revelou o Eurostat, acrescentando que "durante este período, o comércio com os Estados Unidos foi reduzido significativamente, tanto nas importações (-11,4%) quanto nas exportações (-10%)".

A Organização Mundial do Comércio (OMC) destacou em outubro que apenas a China foi responsável por 44% das exportações de equipamentos de proteção individual nos primeiros seis meses de 2020.

No total, o défice da balança comercial da UE com a China foi de 135,9 bilhões de euros nos primeiros nove meses de 2020, frente a 123,9 bilhões no mesmo período de 2019.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade