Publicidade

Estado de Minas

Panamá anuncia diálogo nacional em meio à crise da pandemia


26/11/2020 17:55

O presidente do Panamá, Laurentino Cortizo, anunciou nesta quinta-feira (26) um diálogo nacional para tratar de diversos problemas que afetam o país, em meio a uma desaceleração econômica devido à pandemia de covid-19.

"Hoje me dirijo a cada panamenho para convocá-lo a um diálogo sincero, sensato e inclusivo para construir consensos e estabelecer um caminho que lance as bases para um Panamá melhor, mais justo e solidário", disse Cortizo em um discurso.

Por meio do diálogo, o governo pretende chegar a acordos com grupos empresariais, sindicatos, grupos sociais e partidos políticos em temas como saúde, educação e seguridade social.

"Todos concordamos que vivemos tempos difíceis e sem precedentes", acrescentou o presidente.

O processo, de participação individual ou coletiva, deverá ser concluído em novembro de 2021 com um "pacto de Estado".

O secretário-geral do combativo sindicato da construção Suntracs, Saúl Méndez, não ficou satisfeito com a convocação, alegando que nas negociações "não aparecem os [assuntos] do trabalho" e "a crise continua a pesar sobre os trabalhadores".

O apelo chega em um momento no qual o Panamá tem o maior número de infecções por covid-19 na América Central em números absolutos e um colapso de sua atividade econômica.

A Controladoria do Panamá indicou esta semana que no primeiro semestre de 2020 a atividade econômica do país centro-americano "contraiu 18,9%".

De acordo com a Controladoria, a infraestrutura logística e financeira não se deteriorou, mas o impacto negativo da crise se refletiu na diminuição do uso do Canal do Panamá, a Zona Franca de Colon (no norte do país), o transporte aéreo, o comércio e a construção.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade