Publicidade

Estado de Minas

Em Barcelona, torcedores choram a morte de Maradona


25/11/2020 21:13

A morte de Diego Armando Maradona nesta quarta-feira deixou de luto o mundo do futebol e os fãs, que choram a perda em diferentes partes do planeta, como em Barcelona, onde o 'Pibe de Oro' jogou durante duas temporadas.

"Estamos completamente tristes com esta notícia, todos nós chegamos às lágrimas", disse à AFP Javier Bardino, de 54 anos, dono do restaurante 'El Argentino' na capital da Catalunha.

Em seu estabelecimento, enfeitado com bandeiras argentinas e fotos emolduradas do astro, Bardino mostra em seu celular uma foto na qual ele pode ser visto com a lenda argentina em 2010, pouco antes da Copa do Mundo na África do Sul.

"Realmente, para nós, Maradona é um símbolo, ele representa muitas coisas com as quais ficamos felizes", acrescentou Bardino, compatriota do famoso camisa 10, que morreu nesta quarta de parada cardíaca.

Os funcionários do restaurante se juntam a seu chefe no luto pela perda sofrida pelo planeta futebol.

"Maradona significou muito para nós. A primeira Copa do Mundo que vi foi a de 1986 e foi maravilhosa. Todas são boas lembranças", diz Gerardo Gómez.

"Uma grande pessoa nos deixa, tive a sorte de conhecê-lo pessoalmente. Está partindo um excelente jogador, um excelente amigo e um excelente companheiro de equipe como dizem todos os seus colegas", acrescenta este torcedor argentino de 47 anos.

Carregando a bandeira argentina, os torcedores da Albiceleste lembram Maradona, que jogou no Barcelona entre 1982 e 1984 antes de partir para a Itália.

"Fiquei muito surpreso, já fazia um tempo que eu vinha acompanhando o que estava acontecendo e a operação que ele havia feito na Argentina, e achei que ele ia seguir em frente como já havia feito tantas vezes", diz Gustavo Casal.

"E, olha, ele não teve sorte desta vez. A verdade é que é muito triste, muito triste", acrescentou Casal.

"Ele foi um gênio que alcançou um nível futebolístico muito alto, como ser humano desceu aos abismos dos quais saiu sozinho. Pessoalmente, não tenho vontade de julgá-lo e muito menos neste momento", concluiu Bardino.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade