Publicidade

Estado de Minas

Alemanha estende restrições pela covid-19 até o início de janeiro


25/11/2020 19:42

A Alemanha vai estender até o começo de janeiro suas restrições para combater a pandemia de covid-19, entre elas o fechamento de bares e restaurantes e a limitação de participantes em reuniões privadas, anunciou na noite desta quarta-feira (25) a chanceler alemã, Angela Merkel.

"Devemos ainda fazer esforços (...) O número de infecções ainda está em um nível muito elevado", declarou a chanceler após mais de sete horas de conversas com dirigentes dos 16 estados alemães.

As restrições tinham sido anunciadas na sessão de novembro passado.

A Alemanha também quer que a União Europeia proíba as temporadas de esqui até 10 de janeiro para evitar novas infecções por covid-19, diz o texto negociado nesta quarta entre Merkel e os estados regionais.

"Serei honesta com vocês, provavelmente não será fácil, mas vamos tentar", afirmou a chanceler durante coletiva de imprensa.

A taxa de infecção na Alemanha alcançou nesta quarta-feira 139,6 por 100.000 habitantes e 195,3 por 100.000 na capital, Berlim, longe da meta de 50/100.000.

A Alemanha registrava nesta quarta 961.320 casos oficialmente declarados de covid-19 (+18.633 em 24 horas) e 14.771 mortes (+410, um novo recorde), segundo o instituto de vigilância sanitária Robert Koch.

Só houve um afrouxamento das medidas: as reuniões privadas poderão reunir dez pessoas entre 23 de dezembro e 1º de janeiro, sem incluir crianças e menores de 14 anos. Fora desse período, os encontros privados são limitados a cinco pessoas.

As escolas continuarão abertas até as férias, em 19 de dezembro.

Merkel pediu que os alemães evitem viajar ao exterior nas festas de fim de ano, especialmente para estações de esqui.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade