Publicidade

Estado de Minas

Cidade do México restringe venda de álcool diante de crescimento da covid-19


20/11/2020 16:55

A Cidade do México restringirá a venda de bebidas alcoólicas nos próximos dois finais de semana, depois que o país ultrapassou 100.000 mortes por covid-19, informou a governadora Claudia Sheinbaum nesta sexta-feira.

"Estamos no limite" de suspender atividades não essenciais na capital mexicana, advertiu Sheinbaum em entrevista coletiva.

Na capital mexicana, uma megacidade de quase nove milhões de habitantes, 12.836 pessoas morreram e 182.253 foram infectadas com o novo coronavírus.

Para mitigar a propagação da pandemia, a venda de álcool será proibida em 8 dos 16 municípios neste fim de semana, e no próximo nos restantes oito, disse o responsável.

A continuidade ou não com essa medida dependerá do comportamento da pandemia. O objetivo é "evitar ou inibir festas", explicou Sheinbaum.

Nas últimas semanas, vídeos de grandes festas sem medidas sanitárias foram veiculados nas redes sociais, para denunciar a falta de responsabilidade dos participantes.

A proibição da venda de bebidas alcoólicas se soma a outras restrições que operam na capital, como horários restritos e entradas em restaurantes e museus.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade