Publicidade

Estado de Minas

Detido por atentados de 1974 no Reino Unido fica em liberdade


20/11/2020 09:19

A polícia britânica anunciou ter deixado em liberdade o homem de 65 anos preso na última quarta-feira (18), em relação com um dos atentados mais graves atribuídos aos republicanos norte-irlandeses do IRA.

O ataque foi cometido em 1974 contra dois "pubs" de Birmingham e deixou 21 mortos.

O "homem detido (...) foi solto", e "a investigação continua", relatou a polícia de West Midlands em um tuíte na quinta-feira (19).

"Estamos comprometidos a encontrar os responsáveis pelos terríveis assassinatos de 21 vítimas inocentes há quase 46 anos", declarou o chefe da polícia antiterrorista de West Midlands, Kenny Bell.

O atentado, que teve como alvo os bares Mulberry Bush e Tavern in the Town, foi cometido em 21 de novembro de 1974, no auge da violência do IRA.

Também deixou mais de 180 feridos e foi atribuído a essa organização paramilitar republicana, que, no entanto, nunca reivindicou sua autoria.

Uma primeira investigação levou à condenação de seis homens à prisão perpétua em 1975.

Conhecidos como "Birmingham Six", eles foram posteriormente absolvidos em um julgamento de apelação em 1991. O processo mostrou que eles confessaram o crime forçados pela polícia, que fabricou falsos testemunhos.

A prisão de quarta-feira aconteceu após a abertura de uma nova investigação, em fevereiro de 2019, para determinar as responsabilidades do Estado e das autoridades públicas.

Uma série de investigações realizadas em 2016 revelou que a polícia tinha conhecimento da preparação deste duplo ataque, mas não o impediu.

Entre 1969 e 1998, mais de 3.500 pessoas morreram no conflito entre republicanos católicos, unionistas protestantes e o Exército britânico, principalmente na Irlanda do Norte.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade