Publicidade

Estado de Minas

Queda surpreendente das reservas comerciais de petróleo nos EUA; cotação sobe


04/11/2020 21:19

As reservas comerciais de petróleo caíram na semana passada nos Estados Unidos, para a surpresa dos analistas, segundo um relatório semanal publicado nesta quarta-feira (4), que impulsionou os preços da commodity.

O preço do WTI, cotado em Nova York, para entrega em dezembro, fechou em alta de 3,95%, a 39,15 dólares, enquanto o Brent para entrega em janeiro, cotado em Londres, fechou em alta de 3,82%, a 41,23 dólares.

Segundo dados da Agência Americana de Informação sobre Energia (EIA), as reservas de petróleo estavam em 484,94 milhões de barris (mb) em 30 de outubro contra 492,4 mb em 23 de outubro, uma queda de 8 milhões de barris.

Os analistas esperavam um aumento de mais de 500.000 barris.

As reservas de gasolina aumentaram em 1,5 mb contra uma queda esperada de 800.000 barris.

Os estoques de produtos destilados (como combustível para a calefação), que dão conta do estado da atividade industrial, caíram 1,6 mb, pouco menos da queda de 2 mb esperada pelos analistas consultados pela agência Bloomberg.

Esta queda surpreendente das reservas se explica pela queda da produção de 600.000 barris diários para 10,5 milhões de barris diários (mbd).

"Os furacões continuam afetando as reservas de petróleo", disse Phil Flynn, da Price Futures Group.

Enquanto isso, o consumo avançou sutilmente durante as últimas quatro semanas, a 18,9 mbd. Situa-se igualmente 10,9% abaixo do mesmo período do ano passado.

Para Flynn, "com os bons números da indústria manufatureira (...) a demanda continuará melhorando".

A atividade na indústria manufatureira nos Estados Unidos aumentou ao seu maior nível em outubro com base em setembro de 2018, segundo o índice dos diretores de compra da associação ISM, publicado na segunda-feira passada.

As reservas de gasolina aumentaram em 1,5 mb, quando os prognósticos eram de uma diminuição de 800.000 barris.

Em Cushing, Oklahoma, onde se situam os reservatórios com o petróleo de referência para o WTI, cotado em Nova York, as reservas aumentaram 900.000 barris.

As refinarias funcionaram em 75,3% de sua capacidade.

As importações caíram 634.000 barris diários e as exportações, 1,2 mbd.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade