Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES AMERICANAS

Trump pedirá recontagem de votos em Wisconsin 'imediatamente', diz chefe de campanha

Presidente dos Estados Unidos levou desvantagem no estado, que é um dos decisivos no pleito americano


04/11/2020 15:07 - atualizado 04/11/2020 15:31

Bill Stepien é gerente de campanha de Donald Trump, que concorre à reeleição(foto: SAUL LOEB / AFP)
Bill Stepien é gerente de campanha de Donald Trump, que concorre à reeleição (foto: SAUL LOEB / AFP)
A campanha do presidente Donald Trump disse nesta quarta-feira que exigia uma recontagem em Wisconsin, onde os resultados iniciais mostram o democrata Joe Biden com uma pequena vantagem.


"Tem havido relatos de irregularidades em vários condados de Wisconsin, que levantam sérias dúvidas sobre a validade dos resultados", disse o gerente de campanha Bill Stepien em um comunicado.


"O presidente está bem dentro do limite para solicitar uma recontagem e faremos isso imediatamente".


Wisconsin é um dos estados onde o destino da eleição dos EUA está em jogo.

(foto: Frederic J. BROWN/AFP - 26/10/20)
(foto: Frederic J. BROWN/AFP - 26/10/20)

Acompanhe a apuração nos EUA

Como funciona o Colégio Eleitoral?

Os 538 integrantes do chamado Colégio Eleitoral se reúnem nas respectivas capitais de seus estados a cada quatro anos após a eleição para designar o vencedor. Para vencer, um candidato à presidência deve obter a maioria absoluta dos votos do Colégio: 270. Saiba como funcionam os colégios eleitorais.

Sistema eleitoral complexo é desafio

Pandemia de COVID-19 aumentou votação pelo correio ou antecipado, o que representa um desafio técnico, humano e também legal em milhares de jurisdições. Saiba o que pode dar errado na apuração dos votos nos EUA.

Planos de governo de Trump e Biden

Confira as principais propostas de governo de Trump e Biden para os Estados Unidos e o mundo neste infográfico interativo. Separamos oito assuntos-chave para mostrar quais são os projetos dos republicanos e dos democratas.

O que muda para o Brasil?

Vitória do democrata ou do republicano terá implicações sobre o aprofundamento das relações comerciais bilaterais entre os países, sobre a política externa brasileira e o posicionamento político ideológico de Jair Bolsonaro no âmbito internacional, avaliam especialistas em política externa. Entenda o que muda para o Brasil.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade