Publicidade

Estado de Minas

Os principais ataques com arma branca na França desde 2015


29/10/2020 15:31

Confira os principais ataques com arma branca ocorridos nos últimos cinco anos na França, onde três pessoas foram mortas nesta quinta-feira (29) durante o ataque a uma igreja na cidade de Nice (sul).

- 2020 -

- 29 de outubro: Um migrante tunisiano de 21 anos, que chegou à França no início deste mês após passar pela ilha italiana de Lampedusa, invadiu a Basílica de Notre-Dame, em Nice, armado com uma faca e matou três pessoas antes de ser detido pela polícia.

- 16 de outubro: Um professor que exibiu charges de Maomé em sala de aula foi decapitado nos arredores de uma escola, perto de Paris. Foi aberta uma investigação por "assassinato em conexão com organização terrorista".

- 25 de setembro: Um homem armado com uma faca feriu gravemente duas pessoas num ataque em frente à antiga redação da revista semanal francesa "Charlie Hebdo", em Paris.

- 4 de abril: Em Romans-sur-Isère, um refugiado sudanês de 33 anos apunhalou várias pessoas dentro de lojas e na rua, deixando dois mortos e cinco feridos.

- 3 de janeiro: Um jovem de 22 anos convertido ao islã e com transtornos psiquiátricos atacou pedestres com uma faca, aos gritos de "Alá é grande!", em um parque de Villejuif, perto de Paris, deixando um morto e dois feridos. Ele foi morto pela polícia.

- 2019 -

- 3 de outubro: Um funcionário da área de informática que trabalhava em um uma unidade de inteligência, convertido ao islã, apunhalou até a morte três policiais e um agente administrativo na sede da polícia de Paris e foi abatido.

- 2018 -

- 12 de maio: Um jovem francês nascido na Chechênia atacou pedestres com uma faca no centro de Paris, aos gritos de "Alá é grande!", antes de ser morto pela polícia. O ataque deixou um morto e quatro feridos e sua autoria foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

- 2017 -

- 1° de outubro: Um tunisiano de 29 anos apunhalou duas jovens na esplanada da estação ferroviária de Marselha, aos gritos de "Alá é grande!", antes de ser abatido por militares que patrulhavam o local. A autoria do atentado foi reivindicada pelo EI.

- 2016 -

- 26 de julho: Jacques Hamel, um padre de Saint-Etienne-du-Rouvray, foi decapitado em sua igreja por Abdel Malik Petitjean e Adel Kermiche, mortos pela polícia. O EI reivindicou a autoria do crime.

- 13 de junho: Um policial de Magnanville e sua companheira, que trabalhava na delegacia de Mantes-la-Jolie, foram apunhalados em casa pelo jihadista Larossi Abballa, 25, que reivindicou a autoria do crime em nome do EI e foi morto pela polícia.

- 2015 -

- 26 de junho: um entregador de 35 anos matou e decapitou com uma faca seu chefe, Hervé Cornara, em Chassieu. Em seguida, agitando bandeiras islâmicas, tentou explodir uma fábrica e foi preso. Seis meses mais tarde, suicidou-se na cadeia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade