Publicidade

Estado de Minas

EUA diz que Irã e Rússia obtiveram dados de eleitores registrados


21/10/2020 22:07

Rússia e Irã obtiveram informações do registro de eleitores nos Estados Unidos e agiram para influenciar a opinião pública antes das eleições presidenciais de 3 de novembro, anunciou nesta quarta-feira (21) o diretor de Inteligência, John Ratcliffe.

Ratcliffe disse que o Irã, especificamente, enviou e-mails aos americanos, "concebidos para intimidar os eleitores, incitar a agitação social e prejudicar o presidente [Donald] Trump".

Ele acrescentou que o Irã também distribuiu um vídeo que faz as pessoas acreditarem que é possível enviar boletos eleitorais fraudulentos, mesmo de fora dos Estados Unidos.

Ratcliffe disse que Irã e Rússia tentam usar a informação obtida "para transmitir informação falsa aos eleitores registrados com a esperança de causar confusão, semear o caos e socavar a confiança na democracia americana".

"Estas ações são esforços desesperados de adversários desesperados", acrescentou Ratcliffe.

O anúncio ocorreu depois que eleitores democratas registrados informaram ter recebido e-mails ameaçadores em nome do grupo de milícias armadas Proud Boys.

As mensagens diziam: "Saberemos em qual candidato você votou. Eu, no seu lugar, levaria isto a sério".

Os e-mails dirigiam-se aos destinatários pelo nome e indicavam seu endereço postal.

O diretor do FBI, Christopher Wray, assegurou que o sistema eleitoral continua sendo seguro e "resistente".

"Tenham certeza de que estamos preparados para a possibilidade de ações de quem é hostil à democracia", disse Ratcliffe.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade