Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Biden: Trump 'deu as costas' a americanos ao suspender negociação de pacote

O Democrata, que lidera as intenções de voto nacionalmente, também criticou o fato de Trump ter dito que o Senado deve focar agora na aprovação da juíza Amy Coney Barrett para a Suprema Corte


06/10/2020 22:21 - atualizado 06/10/2020 23:35

(foto: AFP / Brendan Smialowski)
(foto: AFP / Brendan Smialowski)
O candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que seu rival na disputa, o presidente Donald Trump, "deu as costas" para a população ao suspender as negociações em Washington por mais estímulos à economia, em meio à crise gerada pela pandemia de covid-19. "Ele encerrou tratativas que levariam ajuda para nossas empresas e escolas, para famílias em dificuldade e para os desempregados - que teriam preservado centenas de milhares de empregos", escreveu o ex-vice de Barack Obama em um comunicado.

Nesta terça-feira, Trump instruiu os republicanos a paralisar as negociações até depois das eleições presidenciais de 3 de novembro. O líder da Casa Branca também afirmou que o montante de US$ 2,4 trilhões em estímulos, proposto pela presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, serviria para resgatar estados democratas "mal administrados e com alto índice de criminalidade".

Biden, que lidera as intenções de voto nacionalmente, também criticou o fato de Trump ter dito que o Senado deve focar agora na aprovação da juíza Amy Coney Barrett para a Suprema Corte.

"Se você está desempregado, se seu negócio está fechado, se a escola de seu filho está fechada, se você está vendo demissões em sua comunidade, Donald Trump decidiu hoje que nada disso importa para ele", declarou o democrata.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade