Publicidade

Estado de Minas

Neymar e Álvaro não são punidos por ofensas no PSG x Olympique


30/09/2020 21:01

O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain Neymar, e o zagueiro espanhol Álvaro González, do Olympique de Marselha, que proferiram insultos racistas na partida entre as duas equipes pelo Campeonato Francês, em 13 de setembro, não foram punidos pela Comissão de Disciplina, anunciou nesta quarta-feira Liga de Fútbol Profesional francesa (LFP).

Neymar foi acusado de ter proferido insultos homofóbicos e racistas contra Álvaro e contra o japonês Hiroki Sakai, mas a Comissão Disciplinar constatou uma "falta de fiabilidade" no relatório, havendo, portanto, uma falta de "correlação" entre as declarações dos dois jogadores e as conclusões do relatório, segundo o Presidente da Comissão, Sébastien Deneux.

'A Comissão considera que não dispõe de elementos probatórios suficientes para estabelecer a materialidade dos fatos sobre os comentários discriminatórios", explicou a LFP em nota.

Através de vídeoconferência, Sébastien Deneux insistiu nas "dúvidas" que persistiam em relação às análises com técnicas de leitura labial, afirmando que as conclusões eram "demasiadas aleatórias e pouco tangíveis" para sancionar os jogadores.

"As decisões são sempre comentadas e esta também será. Mas não tememos por isso", destacou.

Os dois jogadores corriam o risco de sofrerem grandes sanções, mas podem continuar a joga na temporada.

Álvaro não é racista, qualquer acusação contra ele por isso é injusta e infundada", reagiu o Olympique de Marselha, "satisfeito" com a notícia recebida.

O próprio Álvaro também comemorou por ter deixado para trás essa acusação sem consequências.

"Este pesadelo é, em parte, recompensado com uma frase mais do que merecida. Nunca fui e nunca serei uma pessoa racista. Muito obrigado ao Olympique de Marselha pela confiança e lealdade, também aos nossos grandes torcedores por tanto carinho. Nos vemos em campo!", escreveu o jogador espanhol no Twitter.

Esta decisão de não impor sanções a Neymar e Álvaro põe fim a semanas de confronto na imprensa entre os dois clubes, que defendem os respectivos jogadores desde a partida de 13 de setembro, com a vitória da equipe de Marselha por 1 a 0 em Paris, que terminou com briga em campo e cinco expulsos nos acrescimos.

Neymar foi um dos expulsos e já cumpriu dois jogos de suspensão pelo cartão vermelho.

Após o jogo, o brasileiro acusou Álvaro de chamá-lo de "macaco" em espanhol.

O Olympique respondeu afirmando que tinha imagens de Neymar proferindo um insulto racista contra o japonês Hiroki Sakai.

A imprensa também publicou que Neymar havia usado termos homofóbicos ao insultar Álvaro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade