Publicidade

Estado de Minas SEGUNDA ONDA

Alemanha limita reuniões familiares e festas para conter COVID-19

Segundo a chanceler Angela Merkel, objetivo é evitar novo lockdown no país


29/09/2020 13:19 - atualizado 29/09/2020 15:44

A chanceler alemã Angela Merkel(foto: Federico Gambarini / POOL / AFP)
A chanceler alemã Angela Merkel (foto: Federico Gambarini / POOL / AFP)


A Alemanha limitará o número de participantes em festas, em espaços públicos e privados, dependendo da evolução do índice de infecções por COVID-19 para lutar contra um novo surto da pandemia no país – que vive a segunda onda da doeça.


O aviso foi dado pela chanceler Angela Merkel, nesta terça-feira (29). O objetivo, segundo ela, é evitar novo lockdown.


Além dos turistas que voltam das férias, "as festas privadas são uma causa importante" do foco de contágios na Alemanha, disse.

"Por isso, temos que reagir", completou a chanceler após reunião com os chefes de governo dos 16 estados regionais (Lander) que integram o país.

A partir de agora, em áreas que tiverem mais de 35 infecções por 100 mil habitantes em sete dias, as festas privadas terão limite de 25 pessoas, enquanto as festas em espaços públicos estarão limitadas a 50 participantes.

 

Merkel diz que nas regiões mais afetadas pelo novo coronavírus encontros não devem passar de 10 convidados. 

 

Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde alemãs relataram mais de 2 mil novos casos de COVID-19. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade