Publicidade

Estado de Minas

OMS: dois milhões de mortes 'prováveis' se não houver ação coletiva contra pandemia


25/09/2020 14:43

Dois milhões de mortes por causa da covid-19, ou seja, mais que o dobro das vítimas atuais, são "muito prováveis" se o mundo não tomar ações coletivas em larga escala contra a pandemia, alertou o diretor de situações de emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, nesta sexta-feira (25).

"Se não fizermos o nosso melhor, o número que você me falou (dois milhões) não é somente possível como, infelizmente, muito provável", disse em coletiva de imprensa em resposta à AFP.

"Se não continuarmos a fazer mais, a evoluir, tanto no conteúdo como na intensidade da nossa cooperação, então sim, vamos chegar a esse número e infelizmente ainda mais alto. A hora de agir é agora", acrescentou Ryan.

"Não se trata apenas de diagnosticar e rastrear, não apenas curar, não apenas (aplicar) o distanciamento social, não apenas (trabalhar) nas vacinas, mas fazer tudo isso ao mesmo tempo", insistiu o responsável.

De acordo com a última contagem da AFP, até a manhã desta sexta-feira pelo menos 984.068 pessoas morreram de covid-19 no mundo.

Mais de 32.298.410 casos de infecção foram oficialmente diagnosticados, mas o número de infecções é considerado muito maior, pois muitas pessoas não foram contabilizadas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade