Publicidade

Estado de Minas

Irã: Guardiães da Revolução prometem vingar morte de líder


19/09/2020 15:31

O líder dos Guardiães da Revolução, o Exército ideológico do Irã, afirmou neste sábado (19) que a morte do general Qassem Soleimani, em um ataque dos EUA no Iraque em janeiro passado, será vingada, tendo como alvo "todos os envolvidos".

"Trump, nossa vingança pelo martírio do nosso grande comandante é verdadeira, séria e real, mas somos respeitáveis, e nossa vingança será justa", declarou o general Hossein Salami, líder dos Guardiães, citado neste sábado pelo site Sepahnews.

Esta mensagem é uma resposta a informações publicadas há uma semana pela página de notícias on-line Politico, que cita duas autoridades americanas não identificadas. Ambas as fontes mencionaram um plano para assassinar Lana Marks, a embaixadora dos EUA na África do Sul desde outubro de 2019.

De acordo com o site, ataques, ou ações, também foram planejados pela morte de Soleimani antes da eleição presidencial de 3 de novembro nos Estados Unidos.

Após a publicação desta informação, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que "qualquer ataque do Irã contra os Estados Unidos será seguido de um ataque mil vezes mais forte".

"Achavam que tomaríamos como alvo uma embaixadora na África do Sul pelo sangue do nosso irmão. Tomaremos como alvo todos aqueles que estiveram direta, ou indiretamente, envolvidos no martírio deste grande homem. É uma mensagem séria", completou o líder dos Guardiães.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade