Publicidade

Estado de Minas

Autoridade americana encerra visita a Taiwan que irritou Pequim


19/09/2020 11:55

O subsecretário de Estado americano para Crescimento Econômico, Energia e Meio Ambiente dos Estados Unidos, Keith Trach, participou neste sábado (19), em Taiwan, de uma cerimônia em homenagem ao falecido presidente Lee Teng-hui, antes de encerrar sua passagem pela ilha.

A visita a irritação da China, que reagiu com exercícios militares perto deste território considerado sob sua soberania. A China continental (liderada pelo Partido Comunista) e a ilha de Taiwan (refúgio do Exército nacionalista chinês após a guerra civil de 1949) foram administradas por dois regimes diferentes por mais de 70 anos.

Pequim considera o território insular como parte da China e, por isso, opõe-se a qualquer visita de líderes estrangeiros a Taipei.

Trach é o mais alto funcionário do Departamento de Estado a ir a este território insular desde 1979, ano em os Estados Unidos reconheceram o regime comunista de Pequim como único representante da China.

O dalai lama - outro grande adversário de Pequim - lançou uma vibrante homenagem ao presidente Lee Teng-hui, em um vídeo pré-gravado.

"Admiro seu compromisso com a democracia e a liberdade", afirmou.

A viagem de Keith Krach ocorre apenas um mês após a visita à ilha do secretário de Saúde dos Estados Unidos, Alex Azar, para destacar a gestão, por parte de Taiwan, da pandemia da covid-19.

Durante a visita de Krach a Taiwan, Ren Guoqiang, porta-voz do Ministério chinês da Defesa, advertiu que "aqueles que brincam com fogo acabam se queimando".

"Não vamos tolerar nenhuma interferência estrangeira", frisou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade