Publicidade

Estado de Minas

Morre juíza da Suprema Corte dos EUA Ruth Bader Ginsburg aos 87 anos


18/09/2020 21:55

A juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos Ruth Bader Ginsburg, ícone progressista e do movimento a favor dos direitos das mulheres, faleceu aos 87 anos de idade, após uma longa batalha contra um câncer de pâncreas, anunciou a maior instância jurídica americana nesta sexta-feira (18).

Ginsburg morreu "esta noite rodeada por sua família em sua casa em Washington, D.C.", informou a corte em comunicado.

A menos de dois meses para as eleições presidenciais americanas, é provável que o presidente republicano Donald Trump se apresse para indicar o sucessor de Ginsburg, segunda mulher a se tornar juíza da Suprema Corte.

O Senado, controlado pelos republicanos, também poderia confirmar uma indicação em tempo recorde para garantir uma maioria conservadora na corte, que tem a última palavra em muitos dos temas mais sensíveis que dividem os Estados Unidos na atualidade: do aborto, passando pelo porte de armas, até os direitos civis e a pena de morte.

Ginsburg, nascida no Brooklyn, Nova York, em 1933, serviu a Suprema Corte americana por 27 anos.

"Nossa nação perdeu uma jurista de relevância histórica", declarou o presidente da corte, John Roberts, em comunicado.

"Perdemos uma querida colega. Hoje, estamos de luto, mas confiamos que as gerações futuras lembrarão de Ruth Bader Ginsburg como nós a conhecemos: uma incansável e obstinada campeã da justiça", completou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade