Publicidade

Estado de Minas

Sede do governo russo passará por uma enorme obra de restauração


18/09/2020 15:19

A sede do governo russo, um edifício chamado de Casa Branca, conhecido por ter sido tomado em um assalto durante a violenta crise política de 1993, está com avarias e deverá ser reparado, informaram as autoridades nesta sexta-feira (18).

O edifício tem problemas de impermeabilidade e infiltrações, explicou o serviço de imprensa do governo russo, cita pela agência de notícias TASS.

Foi garantido que os reparos necessários são importantes "trabalhos de reconstrução", pelo deterioramento da impermeabilidade do prédio, o mau estado do telhado e as infiltrações, especialmente nos sótãos.

Devido ao tamanho do edifício, os trabalhos serão feitos por etapas e uma parte do pessoal será alocado em outros lugares, informou a fonte.

O custo total dos trabalhos foi calculado em 5,2 bilhões de rublos (58,9 milhões de euros no câmbio atual).

Inaugurada em 1978, e recoberta com granito e mármore, a imponente Casa Branca russa, fica na margem do rio Moskova, e já abrigou importantes instituições soviéticas, entre elas o Congresso dos deputados do Povo, equivalente ao Parlamento, até 1993.

Em outubro de 1993 foi cenário de uma crise política que envolveu parlamentares conservadores opostos a nova Constituição promovida pelo então presidente Boris Yeltsin.

Refugiados no edifício, deputados e aliados foram expulsos em 4 de outubro depois do local ser tomado por forças especiais, resultando na morte de 150 pessoas.

Grande parte do prédio, ficou destruída por disparos de tanques, e posteriormente por um enorme incêndio.

O edifício foi logo restaurado, convertendo-se na atual sede do governo russo, atualmente comandado por Mijail Michustin.

Vladimir Putin também já trabalhou no local, quando foi primeiro-ministro do país entre 2008 e 2012.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade