Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO

Boston tem manifestação contra a vacinação antigripal obrigatória

Medida que visa limitar o impacto de uma possível segunda onda do novo coronavírus


30/08/2020 17:25 - atualizado 30/08/2020 17:47

(foto: Joseph Prezioso / AFP)
(foto: Joseph Prezioso / AFP)
Cerca de mil pessoas se manifestaram neste domingo (30) em Boston contra a nova obrigação imposta aos alunos do estado de Massachusetts de se vacinarem contra a gripe, uma medida que visa a limitar o impacto de uma possível segunda onda do novo coronavírus.


As autoridades de Massachusetts, chefiadas pelo governador republicano Charlie Baker, muito crítico ao presidente Donald Trump, foram as primeiras dos Estados Unidos a acrescentar, em 19 de agosto, a vacina contra a gripe na lista de imunizantes exigidos das crianças a partir dos seis meses. Quem declarar contra-indicação médica ou religiosa e os que recebem educação em casa ou de forma 100% virtual serão isentos.


Para os manifestantes, que se concentraram pacificamente em frente à sede do governo, a maioria sem usar máscaras, denunciaram um ataque aos direitos individuais, enquanto 70% dos distritos escolares de Massachusetts preveem reabrir ao menos parcialmente os estabelecimentos durante a volta às aulas.


"Isto é Massachusetts, não a China comunista", "Não às injeções forçadas" diziam alguns cartazes ou inscrições nas ruas.


Entre os manifestantes estavam pais acompanhados dos filhos, bem como representantes de profissões paramédicas como Carla Leclerc, uma quiroprática.


"Sou firmemente contra a vacinação proposta (...), especialmente contra a gripe, uma vacina que não é segura, necessária ou eficaz", disse Leclerc à AFP.


Alguns manifestantes também exibiam bandeiras pedindo a reeleição do presidente Donald Trump e outros vestiam camisetas do movimento de extrema direita conspiracionista "QAnon".


Vários altos funcionários da saúde dos Estados Unidos, incluindo Robert Redfield, diretor dos Centros para a Prevenção e Controle de Doenças (CDC), pediram aos cidadãos para se vacinarem contra a gripe este ano para evitar agravar ainda mais a crise do novo coronavírus, sem chegar a pedir que a imunização seja obrigatória.


O estado do Massachusetts, duramente afetado pela pandemia do coronavírus durante a primavera no hemisfério norte, como outros estados do nordeste do país, agora faz parte das regiões em que a doença está sob controle.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade