Publicidade

Estado de Minas

EUA critica OMC por uma decisão a favor do Canadá


24/08/2020 19:19

Os Estados Unidos criticaram, nesta segunda-feira (24), uma decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC) que favoreceu o Canadá em uma longa batalha pelas importações de madeira e ressaltou que essa decisão é outro argumento para reformar drasticamente a organização.

O órgão de solução de litígios da OMC deu razão ao Canadá, que denunciou os EUA por violarem as normas de comércio ao cobrar taxas sobre a madeira usada na construção.

O Representante Comercial dos Estados Unidos (USTR), Robert Lighthizer, um crítico antigo da OMC, disse que a decisão "impede os Estados Unidos de empreender ações legítimas em resposta aos subsídios generalizados do Canadá para sua indústria de madeira leve".

"Este relatório falho confirma o que os Estados Unidos vêm dizendo há anos: o sistema de solução de controvérsias da OMC está sendo usado para proteger práticas anti-mercado e prejudicar os interesses dos EUA", disse em uma declaração.

O governo federal canadense e o da província de Quebec receberam com satisfação a decisão da OMC.

"Os direitos americanos sobre a madeira de construção resinosa canadense são totalmente injustificados e injustos e esta decisão o confirma", declarou a ministra canadense de Comércio Internacional, Mary Ng.

Durante o governo de Donald Trump, Lighthizer liderou uma campanha para reformar a OMC por considerá-la prejudicial para os Estados Unidos e o país suspendeu o órgão encarregado de solucionar as disputas entre os países-membros da organização.

A atitude americana provocou a renúncia do diretor-geral da OMC, Roberto Azevedo.

Em uma coluna publicada na semana passada, Lighthizer disse que o sistema de solução de litígios da OMC precisa de grandes mudanças e acusou a organização de permitir que a China cause "profundas distorções na economia mundial".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade