Publicidade

Estado de Minas

BBC deve fazer mais para favorecer a diversidade, afirma diretor


24/08/2020 09:55

A rádio e televisão pública britânica BBC deve intensificar os esforços para promover a diversidade dentro da empresa, afirmou o atual diretor geral da emissora, Tony Hall.

"Precisamos atrair pessoas que sejam diferentes, que tenham ideias diferentes, que tenham origens diferentes, que tenham pontos de vista diferentes sobre o que importa", afirmou Hall em um discurso por vídeo durante o Festival Internacional de Televisão de Edimburgo, na Escócia.

"Também temos que ser uma organização que escute e aprenda com os erros", completou o executivo, que deixará o comando do grupo em setembro e será substituído por Tim Davie, atualmente diretor executivo do departamento comercial da BBC Studios.

Em junho, após a onda de protestos provocada pela morte de George Floyd, um americano negro, nas mãos de um policial branco, a BBC anunciou que destinaria 100 milhões de libras (130 milhões de dólares) a programas que representem melhor a diversidade da população britânica.

Também estabeleceu como objetivo alcançar, no prazo de três anos, que 20% dos funcionários nos programas encomendados a partir de abril de 2021 procedam de grupos minoritários.

A BBC enfrenta uma situação complicada, obrigada a iniciar um processo de modernização para adaptar-se ao sucesso de plataformas pagas como Netflix, ao mesmo tempo que economiza centenas de milhões de libras ao custo de cortes significativos de empregos.

A entidade pública britânica também enfrenta um conflito interno pela diferença salarial entre homens e mulheres: várias apresentadoras que pediram salários iguais aos dos colegas masculinos levaram a empresa à justiça, que até o momento deu razão a uma delas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade