Publicidade

Estado de Minas

Comissão mista sobre acordo nuclear iraniano se reunirá em setembro


21/08/2020 14:49

A comissão mista sobre o acordo nuclear com o Irã se reunirá no dia 1º de setembro em Viena, depois que Estados Unidos e União Europeia mostraram grandes divergências sobre a possibilidade de renovação das sanções contra Teerã.

A reunião será presidida pela União Europeia e contará com a presença de representantes de Reino Unido, China, França, Alemanha, Rússia e Irã, informou a UE em um comunicado.

Este anúncio foi feito depois da rejeição dos representantes europeus e outras grandes potências à decisão dos EUA de ativar um procedimento polêmico para exigir o restabelecimento das sanções internacionais contra o Irã em um mês.

Os Estados Unidos abandonaram o acordo nuclear com o Irã unilateralmente em 2018 e a maioria dos países se opõe a que os EUA possam se apresentar como um país participante do acordo de Viena de 2015, como fez na quinta-feira.

A resolução do Conselho de Segurança que ratificou o acordo de Viena considerou como "participantes" todos os países que o assinaram em 2015, ou seja, Estados Unidos, China, Rússia, França, Alemanha, Reino Unido e Irã.

Donald Trump, que chamou o acordo de 2015 de "desastroso" e prometeu conseguir um melhor, aumentando a pressão sobre o Irã, já havia repensado alguns de seus compromissos internacionais sobre a questão nuclear.

O chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, acusou a França e Alemanha na quinta-feira de terem se "alinhado com os aiatolás".

Teerã denuncia a vontade dos EUA de restabelecer as sanções internacionais contra o Irã, até agora suspensas, e diz que conta com a ONU para impedir as intenções de Washington.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade