Publicidade

Estado de Minas

Homem-chave na linha-dura dos EUA contra o Irã deixa o governo


06/08/2020 18:26

O funcionário que liderava a linha-dura impulsionada pelo presidente americano, Donald Trump, frente ao Irã renunciou nesta quinta-feira (6), três meses antes de eleições presidenciais que poderão redesenhar a política externa dos Estados Unidos.

Brian Hook, um republicano considerado uma das figuras mais poderosas do Departamento de Estado, decidiu voltar ao setor privado, disse o chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo.

Hook "conseguiu resultados históricos contra o regime iraniano", disse Pompeo em um comunicado.

Ele será substituído por Elliott Abrams, outro republicano veterano que em 2003 foi um dos arquitetos intelectuais da invasão do Iraque e que liderou a infrutífera campanha para depor o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Abrams, conhecido na década de 1980 pela defesa ferrenha dos homens fortes da direita latino-americana, ficará a cargo tanto do Irã quanto da Venezuela, disse Pompeo.

Hook esteve à frente da campanha do governo de Trump contra o Irã, que inclui a retirada de um acordo nuclear e a imposição de amplas sanções unilaterais.

A decisão de Hook, que é advogado, de passar para o setor privado ocorre três meses antes das eleições presidenciais americanas, na qual Trump aparece em desvantagem nas pesquisas de intenção de voto perante o democrata Joe Biden.

Biden deu um forte apoio ao acordo nuclear iraniano, negociado durante o governo de Barack Obama e prometeu buscar uma solução diplomática para a questão.

Hook deixa o cargo no momento em que o governo Trump prepara uma medida-chave sobre o Irã, buscando expandir um embargo de armas da ONU.

Pompeo disse que os Estados Unidos vão apresentar na próxima semana uma resolução ao Conselho de Segurança da ONU sobre a proibição de armas, apesar de Rússia e China, que têm direito a veto, se oporem à medida.

Se este esforço fracassar, Pompeo e Hook ameaçaram usar um controverso procedimento legal para forçar as sanções da ONU contra o Irã.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade