Publicidade

Estado de Minas

Colômbia ultrapassa 10 mil mortes por coronavírus


31/07/2020 21:07

A Colômbia ultrapassou nesta sexta-feira (31) as 10 mil mortes pelo novo coronavírus, que foi detectado pela primeira vez no país em 6 de março, de acordo com um relatório do Ministério da Saúde. Nas últimas 24 horas, foram registrados 295 óbitos e 9.488 infecções, totalizando 10.105 mortes e 295.508 casos.

O confinamento na Colômbia foi ordenado pelo governo federal em 25 de março com fim previsto para 30 de agosto. No entanto, cresce o número de exceções que visam a resgatar uma economia seriamente afetada pelas medidas de contenção da pandemia.

Com 39% das 9.488 infecções relatadas nesta sexta-feira (31), Bogotá continua sendo o epicentro da COVID-19 na Colômbia. O governo da cidade espera que o pico seja atingido em agosto.

Para evitar o colapso da rede de terapia intensiva, que já está no limite, a prefeita da capital, Claudia López, determinou a ampliação do sistema de isolamento estrito por localidades a partir desta sexta, por seis dias, alcançando agora 5,4 milhões de pessoas. Antes, a medida incluía 2,8 dos 8 milhões de habitantes da cidade.

O departamento de Antioquia, no noroeste do país, que permaneceu relativamente seguro contra o vírus por meses, é agora o segundo local com maior número de novos contágios, com quase 22% dos casos registrados nesta sexta-feira.

O governo do presidente Iván Duque está confiante de que a pandemia em breve entrará em "uma tendência decrescente". Enquanto isso, diferentes medidas de isolamento são aplicadas de acordo com a situação de emergência em cada município.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade