Publicidade

Estado de Minas

Trump estuda ordenar que empresa chinesa venda operação americana do TikTok


31/07/2020 18:19

O presidente americano, Donald Trump, estaria preparando uma ordem para que a empresa chinesa responsável pela rede social TikTok passe adiante a operação do aplicativo nos EUA por razões de segurança nacional, reportaram dois jornais nesta sexta-feira (31).

O The Wall Street Journal e a Bloomberg publicaram que Trump pretenderia ordenar a venda da operação americana do TikTok pela empresa chinesa Bytedance em meio às preocupações sobre o uso desse aplicativo pelo serviço de inteligência chinês.

Outras matérias, incluindo uma da Fox News, relataram que a Microsoft estava negociando a aquisição do TikTok, que pode ser avaliado em dezenas de bilhões de dólares.

A informação surge após a revisão do Comitê de Investimentos Estrangeiros nos Estados Unidos, que investiga acordos que afetem a segurança nacional americana.

Nem o TikTok, nem a Microsoft comentaram o assunto.

Estima-se que o TikTok, que se tornou extremamente popular principalmente entre os jovens, tenha um bilhão de usuários em todo o mundo.

A jornalistas, Trump disse que havia alguma ação pendente em relação a essa rede social, mas não entrou em detalhes.

"Estamos observando o Tiktok. Podemos vir a proibir o TikTok. Podemos fazer outras coisas", declarou Trump.

"Há algumas opções, mas muitas coisas estão acontecendo".

Nas últimas semanas, autoridades e legisladores dos EUA comentaram sobre preocupações quanto ao potencial do TikTok em ser usado pela China para fins nefastos, mas a empresa negou qualquer vínculo com o governo de Pequim.

Nesta semana, o TikTok prometeu um alto nível de transparência, inclusive permitindo revisões de seus algoritmos.

"Não somos políticos, não aceitamos publicidade política e não temos agenda - nosso único objetivo é permanecermos uma plataforma dinâmica e vibrante para que todos possam desfrutar", comentou Kevin Mayer, CEO do TikTok.

"O TikTok se tornou o alvo mais recente, mas não somos o inimigo", acrescentou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade