Publicidade

Estado de Minas

Ninho de cegonhas impede produção de cerveja na Baviera


31/07/2020 07:43

Uma cervejaria bávara teve de suspender sua produção depois que uma família de cegonhas instalou seu ninho na chaminé durante o confinamento pelo coronavírus.

As aves migratórias, uma espécie protegida na Alemanha, chegaram no início da primavera (hemisfério norte) à cidade de Ühlfeld, no norte rural da Baviera.

Duas cegonhas estabeleceram o ninho na chaminé da cervejaria, explicou à AFP o gerente Christian Zwanzger.

"Já havíamos tido algumas delas (no teto da cervejaria), e as jovens cegonhas, quando voltam, costuma fazer no mesmo lugar", recorda.

"As cegonhas adoram vir aqui. Em Ühlfeld, temos 35 ninhos", diz Zwanzger.

O gerente aguardou a construção do ninho para depois removê-lo com um dispositivo especial, uma solução complexa, mas que já havia sido aplicada e que permite às cegonhas fundar sua família e, ao mesmo tempo, a continuidade da produção de cerveja.

Mas quando o ninho ficou pronto, "estávamos em pleno confinamento", recorda Zwanzger, ao lamentar que "ninguém estivesse disponível e precisávamos de um aparelho especial para a retirada. Não foi possível então".

Depois os filhotes nasceram e ele descartou tocar no ninho. Mas agora que as pequenas cegonhas começam a voar, um artesão deve comparecer na próxima semana para removê-lo.

A cervejaria poderá então retomar a produção, no momento em que as reservas estão praticamente no fim. Será necessário aguardar de cinco a seis semanas para que a nova cerveja fique pronta.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade