Publicidade

Estado de Minas

Indicadores confirmam recuperação da economia japonesa em junho


30/07/2020 23:07

Dois indicadores publicados nesta quinta-feira confirmaram a recuperação da economia japonesa em junho, com uma surpreendente queda do desemprego e um aumento superior ao esperado da produção industrial, após o estado de emergência decretado em abril para conter a pandemia da COVID-19.

A proporção de pedidos de emprego em relação ao conjunto da população ativa se estabeleceu em 2,8% no mês passado, depois de 2,9% em maio. Os economistas previam que o indicador chegaria a 3,1%.

O desemprego parcial, que afetava 6 milhões de japoneses durante o pico do estado de emergência, em abril, caiu para 2,36 milhões de pessoas em junho (cerca de 4% da população ativa), de acordo com dados do Ministério de Assuntos Internos.

E embora a crise econômica vinculada à pandemia atinja duramente o país, segue havendo uma escassez de mão de obra em vários setores devido ao envelhecimento da população.

Um contexto particular que fez com que várias empresas optassem por não demitir seus funcionários durante o estado de emergência.

Contudo, a taxa de desemprego deverá aumentar novamente nos próximos meses, pois a demanda por emprego "aumenta muito mais rapidamente" que a oferta, analisou a Capital Economics em comunicado, prevendo que o indicador chegará a 4% até o fim do ano.

A produção industrial japonesa aumentou em 2,7% em junho em relação ao mês anterior, enquanto os analistas consultados pela Bloomberg esperavam um aumento mais moderado de 1%.

A notícia põe fim a quatro meses de declínio da produção industrial devido à pandemia, após a queda de 9,8% em abril e 8,9% em maio.

Os setores automotor, de máquinas e do plástico contribuíram para o aumento da produção em junho, de acordo com o Ministério de Economia, Comércio e Indústria.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade