Publicidade

Estado de Minas

Clube inglês de rugby Exeter Chiefs mantém seu nome mas abre mão de mascote


29/07/2020 21:19

O clube inglês de rugby de Exeter anunciou nesta quarta-feira que manterá o nome e o logotipo dos 'Chiefs', uma cabeça de índio americano, mas vai abrir mão do mascote, chamado 'Big Chief'.

Um grupo de torcedores lançou uma campanha, reunindo 3500 assinaturas online, para o clube deixar de explorar "a imagem e o simbolismo dos povos indígenas" da América.

O conselho de administração do clube, reunido nesta quarta-feira, "concluiu que o uso do logotipo dos Chiefs era realmente muito respeitoso" e que, desde o uso do nome no início dos anos 1900, ninguém havia mostrado seu desacordo.

Os dirigentes concordaram com os críticos em um ponto: "A única coisa que pode ser julgada como desrespeito é o mascote do clube, o 'Big Chief'". Trata-se de um jogador de rugby com um grande cocar de penas e um 'tomahawk', o machado de guerra ameríndio.

"Como sinal de respeito, decidimos remover o mascote", acrescentou o clube.

Essa decisão, no entanto, está longe de satisfazer o grupo de torcedores que deram origem à campanha, que em um comunicado se disseram "extremamente decepcionados" com o clube.

"Os povos indígenas declararam claramente em inúmeras ocasiões que usar sua imagem é insultuoso, nocivo e inaceitável", acrescentou.

No atual contexto de manifestações planetárias contra o racismo, o time de futebol americano de Washington anunciou em meados de julho que estava renunciando ao nome 'Redskins' (Peles vermelhas), considerado racista.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade