Publicidade

Estado de Minas

Volkswagen pagou US$ 9,5 bi a clientes dos EUA por 'dieselgate'


27/07/2020 22:25

A Volkswagen pagou cerca de 9,5 bilhões de dólares desde 2016 a americanos enganados por dispositivos instalados pela fabricante alemã em seus veículos para se esquivar de normas anticontaminação, informou nesta segunda-feira (27) a autoridade federal de proteção dos consumidores.

Este escândalo internacional, que ficou conhecido como "dieselgate", comprometeu a imagem da Volkswagen por anos.

Após sua revelação em setembro de 2015, a Volkswagen admitiu ter modificado 11 milhões de veículos em todo o mundo com um programa capaz de fazê-los parecer menos poluentes em testes de laboratório do que eram realmente nas rodovias.

"Quando demos aos proprietários de veículos da marca Volkswagen ou Porsche, filial da fabricante de Wolfsburgo, se desejavam devolver o veículo ou adaptá-lo às normas, mais de 86% dos que chegaram ao final do processo preferiram devolver o automóvel", informou a Federal Trade Commission em seu relatório final.

Os compradores recuperaram todo o dinheiro investido na compra, explicou o organismo, que qualificou o pagamento feito pela Volkswagen de o "maior programa de reembolso de consumidores da história dos Estados Unidos".

A companhia alemã enfrentou várias ações judiciais desde que o escândalo veio à tona.

Um dos grandes julgamentos aguardados na Alemanha é o do ex-diretor da Audi, Rupert Stadler, que se apresentará perante um tribunal a partir de 30 de setembro.

O caso pode custar à Volkswagen 35 bilhões de dólares, incluindo os US$ 9,5 bilhões pagos a seus clientes nos Estados Unidos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade