Publicidade

Estado de Minas

Trabalhadores humanitários sequestrados por jihadistas foram mortos na Nigéria, indica ONG


22/07/2020 18:37

Cinco trabalhadores humanitários foram assassinados pelos jihadistas que os sequestraram no mês passado no nordeste da Nigéria, onde atua o grupo Boko Haram, indicou nesta quarta-feira a ONG francesa Ação contra a Fome (ACF).

O anúncio é feito depois que rebeldes ligados ao grupo Estado Islâmico (EI) publicaram na internet um vídeo mostrando o assassinato dos cinco funcionários.

"Confirmamos, com imensa tristeza, o assassinato de Ishaku Yakubu, membro da Ação contra a Fome na base de Monguno, e de outros quatro trabalhadores humanitários sequestrados por um grupo armado no estado de Borno em 8 de junho", anunciou a ACF. Outra ONG, o International Rescue Commitee (IRC), confirmou que um de seus funcionários foi assassinado.

Os trabalhadores humanitários contaram em um vídeo aparentemente gravado em 21 de junho que haviam sido sequestrados por combatentes afiliados ao Estado Islâmico na África Ocidental (Iswap) em diferentes momentos do mês passado. Esta facção do grupo jihadista Boko Haram costuma atacar funcionários de ONGs locais e internacionais.

"Uma vez mais, levanta-se a questão do equilíbrio entre a preocupação com a segurança das equipes e a manutenção de uma ajuda vital para milhares de pessoas", assinalou a ACF.

O nordeste da Nigéria é cenário de uma rebelião sangrenta de jihadistas que prosperam naquela zona remota próxima ao lago Chade, cujas margens são compartilhadas por quatro países: Nigéria, Camarões, Níger e Chade, aos quais a rebelião se estendeu.

A ONU estima que cerca de 7 milhões de pessoas dependam de ajuda humanitária naquela região, que enfrenta mais de 10 anos de conflito contra os grupos jihadistas. Mais de 36 mil pessoas morreram desde 2009 na Nigéria e mais de 2 milhões seguem sem poder voltar para casa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade