Publicidade

Estado de Minas

13% dos bares e restaurantes fecham na Espanha devido à pandemia


21/07/2020 11:25

Cerca de 40.000 bares e restaurantes fecharam definitivamente na Espanha devido à pandemia de COVID-19, prejudicados pela falta de turistas e da clientela no geral, disse a organização representante do setor nesta terça-feira (21).

O número representa 13% do total de cafés, bares, restaurantes e hotéis, segundo a organização Hosteleria da Espanha.

Para o final do ano, estima-se que aproximadamente 65.000 estabelecimentos poderão ter fechado as portas, mais de 20% do total.

"As piores previsões serão confirmadas", disse o presidente da organização, José Luis Izuel, em coletiva de imprensa.

Em pleno verão e com as fronteiras com a UE reabertas há um mês, a Espanha enfrenta o problema de que "nas áreas de turismo puro, não há turistas", resumiu Izuel.

Entre essas áreas está o arquipélago das Baleares, onde menos da metade dos bares e restaurantes reabriram em 13 de julho.

Os negócios também vão mal nos bairros de escritórios das grandes cidades, desertos por causa do trabalho remoto, um fenômeno que está pesando muito na retomada dos restaurantes.

O faturamento do setor pode cair 50% em todo o ano de 2020, segundo a organização hosteleira, que teme a perda de entre 900.000 e 1,1 milhão de empregos diretos e indiretos.

Por esse motivo, a Hotelaria da Espanha pede que "muitos recursos" do plano europeu de recuperação aprovado nesta terça-feira sejam direcionados ao setor, que representa 6% do PIB espanhol e 9% do emprego.

A hotelaria é um dos pilares do turismo, que em seu conjunto compõe 12% do PIB da Espanha, o segundo destino mais visitado no mundo em 2019, atrás apenas da França.

No final de junho, o governo apresentou um plano de ajuda ao turismo de cerca de 4,2 bilhões de euros (por volta de US$ 4,8 bilhões), que consiste essencialmente em garantias do Estado e empréstimos.

O setor pede medidas mais fortes, como transferências diretas de liquidez, redução de impostos ou até "títulos de férias" que os espanhóis possam usar, um esquema que já está sendo aplicado na Itália.

Com mais de 28.400 mortos segundo a contagem oficial, a Espanha é um dos países mais afetados do mundo pela pandemia do coronavírus.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade